Sábado, 24 de agosto de 2019
86 9 9983-4382
Tecnologia

13/12/2018 às 13h53

Liliane Alves

Teresina / PI

Governo lança tecnologia para produzir 1º carro híbrido flex do mundo
O veículo produzido pela Toyota do Brasil será equipado com motor de combustão interna flexfuel, capaz de rodar com gasolina ou etanol ou apenas eletricidade.
Governo lança tecnologia para produzir 1º carro híbrido flex do mundo
Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil

A tecnologia para produção do primeiro veículo híbrido flex do mundo no Brasil foi lançada hoje (13) em cerimônia no Palácio do Planalto, que contou com a presença do presidente Michel Temer. O veículo produzido pela Toyota do Brasil será equipado com motor de combustão interna flexfuel, capaz de rodar com gasolina ou etanol ou apenas eletricidade.


A produção do modelo está prevista para o fim de 2019. De acordo com o Ministério de Minas e Energia, a montadora estima investimentos da ordem de R$ 1 bilhão em sua unidade no Brasil.


A Toyota informou que desde março fez diversos testes de rodagem com um protótipo híbrido flex no Brasil construído sobre a plataforma de um modelo Prius, atualmente o único representante híbrido da companhia vendido no Brasil.


“A ideia foi colocar à prova a durabilidade do carro em diversos tipos de estradas para avaliar o conjunto motor-transmissão quando abastecido com etanol. Durante esses meses, uma série de dados relacionados à performance e comportamento do carro foram coletados, que contribuíram na busca pelo balanço ideal de todo o conjunto”, informa a Toyota.


O projeto foi desenvolvido com equipes de engenheiros da Toyota no Japão e no Brasil. “Juntos, brasileiros e japoneses trabalham para apresentar tecnologia com um dos mais altos potenciais de compensação de reabsorção de dióxodo de carbono desde o início do uso do etanol produzido a partir da cana de açúcar”, disse o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge.


O presidente da Toyota no Brasil, Rafael Chang, destacou a importância do Rota 2030, novo regime tributário para as montadoras de veículos no país sancionado na terça-feira (11). As empresas, como contrapartida, terão que investir em pesquisa e desenvolvimento de novos produtos e tecnologias. “A nova política industrial automotiva, Rota 2030, é, sem dúvida, a chave para acelerar a inovação com horizonte de longo prazo e apoio em pesquisa e desenvolvimento”, disse Chang.


O ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, ressaltou que a iniciativa trará impacto na indústria brasileira, na formulação de novas tecnologias e nas pesquisas da área. “Essa tecnologia vai melhorar a qualidade de vida de todos nós, porque vamos ter a possibilidade de conviver com um ambiente mais limpo do ponto de vista energético, vai mobilizar conhecimento científico no Brasil”.


O presidente Michel Temer afirmou que os investimentos da montadora nesse empreendimento revelam a credibilidade do setor automotivo em sua administração. “Quando vejo que as pessoas estão investindo no Brasil, eu digo que o governo deu certo”.

Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
Mais lidas
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium
Receba notícias do Portal G7 pelo WhatsApp WhatsApp